Sala de Ações Logo da UFPB
terça-feira, 30 de junho de 2015




REGRA DE TAYLOR E POLÍTICA MONETÁRIA EM RELAÇÃO A TAXA DE JUROS SELIC, A INFLAÇÃO IPCA E O HIATO DO PRODUTO.

A proposta deste trabalho é analisar empiricamente a relação entre a taxa de juros SELIC, a Inflação IPCA e o HIATO do PRODUTO, através da função de reação utilizada pelo Banco Central, conhecida como Regra de Taylor. Em outras palavras, a hipótese de que o Banco Central coordena sua regra da inflação em função das metas inflacionarias, para que assim seja mantida uma taxa de juros de acordo coma inflação e com o Produto. A justificativa da pesquisa está no fato de compreender melhor a relação da taxa de juros com inflação através da Regra de Taylor. Os resultados do ponto de vista teórico aponta para o fato de que, al elevar a taxa de juros, a autoridade monetária até consegue uma redução na inflação e no crescimento do PIB. Onde esses resultados foram observados através de  testes econométricos, a fim de avaliar se o modelo possui um bom resultado do ponto de vista estatístico, econômico e econométrico.

Palavras-Chave: Regra de Taylor, Taxa de Juros, Inflação, Produto, Hiato do Produto.

Baixar versão em PDF

0 comentários:

Postar um comentário

Agradecemos seu comentário.