Sala de Ações Logo da UFPB
terça-feira, 30 de junho de 2015



ATIVOS DE RENDA FIXA: RELAÇÃO ENTRE TÍTULOS PÚBLICOS FEDERAIS E A DÍVIDA MOBILIÁRIA FEDERAL INTERNA

Hélio da Silva Trajano Junior
Orientador: Prof. Dr. Sinézio Fernandes Maia

A redução da taxa básica de juros nos últimos dois anos provocou mudanças no mercado de títulos e na composição e estrutura da dívida mobiliária federal interna. O objetivo deste trabalho é avaliar a estrutura da dívida mobiliária federal interna, analisando o impacto que os diversos títulos públicos têm na composição da dívida interna. Apresentam-se os ativos de renda fixa dando ênfase nos títulos públicos, demonstram-se as metodologias de cálculo dos preços unitários e de rentabilidade de cada título e realizam-se exercícios de simulação que observam o impacto que os diversos títulos públicos têm na dívida em diferentes cenários de taxa de juros. Os resultados obtidos retratam que tem havido uma mudança na estrutura da dívida mobiliária, principalmente na menor participação de LFT nos últimos anos. Com a tentativa de mensurar o impacto que as mudanças na taxa de juros provocam no preço dos títulos públicos e na dívida mobiliária federal interna concluiu-se que a variação na taxa selic, tanto num cenário de 8,5% como num cenário de 6,5%, contribuíram para uma redução no crescimento da dívida mobiliária, embora com números quase pouco significativos. Para emissões de títulos públicos num mercado primário o cenário que traria menor impacto para o governo no crescimento da dívida seria o cenário decrescente.

Palavras-chave: Dívida mobiliária federal interna. Títulos públicos. Taxa de juros. 

0 comentários:

Postar um comentário

Agradecemos seu comentário.